Alessandro Vieira pede convocação de ministro da Educação para esclarecer falhas na aplicação do Enem

Um dos argumentos do parlamentar para Milton Ribeiro comparecer ao Senado é o índice recorde de abstenção do exame (Foto: Reprodução/Internet)

O vice-líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), apresentou requerimento (veja aqui) de convocação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, para prestar esclarecimentos no plenário da Casa sobre falhas no planejamento e na logística para a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Um dos argumentos do parlamentar para o comparecimento de Ribeiro no Senado é o índice recorde de abstenção do exame. No primeiro dia da prova, em 17 de janeiro, 51,5% dos alunos inscritos deixaram de fazer a prova em decorrência da lotação da capacidade máxima das salas e falhas de logística. Neste domingo (25), os mesmos problemas voltaram a ser registrados na aplicação de exame e a abstenção atingiu 55,3% do total de candidatos, de acordo com informações do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Alessandro Vieira diz no requerimento que apesar das dificuldades enfrentadas pelos estudantes para fazer a prova, Milton Ribeiro “classificou a aplicação [da primeira etapa] do Exame como ‘um sucesso’ e ainda atribuiu à mídia a responsabilidade pelo alto número de estudantes ausentes na data do exame”.

“Além disso, apesar Inep ter afirmado sucessivas vezes que as salas teriam ocupação máxima de 50% de sua capacidade, em conformidade com protocolos sanitários, diversos aplicadores do exame relataram terem recebido o plano de sala com ocupação superior à prevista”, disse o senador, para quem o MEC (Ministério da Educação) ‘também não se manifestou de maneira adequada a respeito das implicações decorrentes da enorme taxa de abstenção’.

Alessandro Vieira lembra que o Enem é um importante mecanismo de acesso à educação superior no País, por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada ) e do ProUni (Programa Universidade para Todos).

“Para muitos estudantes, esta é ainda a única porta de entrada para o ensino superior”, diz o senador na justificativa do pedido de convocação de Ribeiro para ‘esclarecimentos com a maior brevidade possível’.

Órgão responsável pela aplicação do exame, o Inep contabilizou que dos mais de 5,5 milhões de inscritos no Enem, apenas 2.470.396 compareceram para fazer a prova ontem (24), um recorde histórico de abstenção.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário