Para Eliziane e Alessandro, aprovação do uso emergencial da vacina contra Covid-19 é ‘vitória’ e ‘dia histórico para a ciência’

Senador diz que Butantan ‘honra a ciência brasileira’ e senadora espera que a aplicação dos imunizantes ‘seja rápida’ (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e a líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (Cidadania-MA), destacaram nas redes sociais, neste domingo (17), a aprovação pela  Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), por unanimidade, do uso emergencial das vacinas contra a Covid-19 no País produzidas  pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca.

“Vitória da ciência que salva vidas! Parabéns para o Instituto Butantã, que honra a ciência brasileira e garante o início do processo de vacinação. Parabéns para a Anvisa, pelo trabalho de análise cuidadosa e célere. Chega de mentiras e ignorância homicida”, pediu Alessandro Vieira em seu perfil no Twitter.

“Dia histórico para a ciência brasileira e de mais esperança para a população. A Anvisa aprovou o uso emergencial de duas vacinas hoje – Coronovac e Oxford. Esperamos que a aplicação do medicamento seja rápida, salvando vidas e desafogando as unidades da saúde”, registrou Eliziane Gama no Instagram.

Todos os cinco integrantes da diretoria da Anvisa votaram a favor da aplicação das duas vacinas nos brasileiros, em reunião que durou mais de cinco horas. 

De acordo com  a agência de vigilância, no caso da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, a aplicação está condicionada à assinatura de um Termo de Compromisso e sua publicação no Diário Oficial da União.

Já vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford e a capitaneada pela Fiocruz  poderá ser aplicada em grupos específicos a partir do momento que o laboratório produtor for comunicado, o que deveria ocorrer ainda neste domingo (17).

“Esperamos que a aplicação do medicamento seja rápida, salvando vidas e desafogando as unidades da saúde. E que a demagogia e o marketing oportunista não atrapalhem a ciência”, escreveu Eliziane Gama no Twitter.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment