Alessandro Vieira e Eliziane Gama repudiam invasão do Congresso dos EUA por apoiadores de Trump

Senadora diz que ‘democracia americana foi profundamente agredida pela estupidez de um líder’, e o vice-líder do partido afirma que quem invade de forma violenta ‘prédios públicos para contestar o resultado de uma eleição é bandido’ (Foto: Reprodução/GloboNews )

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), e o vice-líder do partido na Casa, Alessandro Vieira (SE), repudiaram nesta quarta-feira (06) na rede social  a invasão da sede do Congresso dos EUA, em Washington, por apoiadores do presidente Donald Trump durante o processo ratificação da vitória do democrata Joe Biden pelos parlamentares.

“Nas democracias, a invasão do Parlamento como ato de força não pode ser tolerado em hipótese nenhuma. A democracia americana foi profundamente agredida pela estupidez de um líder. Que os brasileiros não deixem prosperar em nosso país vertentes do fascismo e ideias totalitárias”, postou Eliziane Gama em seu perfil no Twitter.

Para a senadora, a invasão de qualquer Parlamento na democracia é uma clara tentativa de golpe.

“É uma ação que não pode ser tolerada. A democracia norte-americana foi profundamente agredida. É estarrecedor e inaceitável”, afirmou.

A invasão do Capitólio ocorreu momentos depois de Trump discursar aos apoiadores afirmando que não aceitaria o resultado eleitoral apontando a vitória de Biden nas urnas.

“Quem incentiva a invasão violenta de prédios públicos para contestar o resultado de uma eleição é bandido. Trump mostra o quanto um líder ignorante, desequilibrado e autoritário pode prejudicar a sociedade. Profundamente lamentável, mas que sirva de lição para os brasileiros”, escreveu Alessandro Vieira na rede social.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário