Desastre de Bolsonaro e incapacidade de governar são destaques da Política Democrática Online de dezembro

O recado das urnas em direção oposta à da polarização de dois anos atrás, o desastre da gestão governamental de Bolsonaro que gerou retrocesso recorde na área ambiental e a incapacidade de o presidente exercer sua responsabilidade primária, a de governar, são destaques da revista Política Democrática Online de dezembro. A publicação mensal da FAP (Fundação Astrojildo Pereira), vinculada ao Cidadania, disponibiliza a íntegra dos conteúdos em seu site, gratuitamente (veja aqui).

No editorial, a publicação projeta o que chama de “horizonte sombrio”.

“Na situação difícil que se desenhou em 2020, é preciso reconhecer que o governo obteve vitórias inesperadas. Conseguiu, de maneira surpreendente, eximir-se da responsabilidade pelas consequências devastadoras, em termos de número de casos e de óbitos, da progressão da pandemia em território nacional”, diz um trecho.

Em entrevista exclusiva concedida a Caetano Araújo e Vinicius Müller, o professor do Departamento de Ciência Política da USP (Universidade de São Paulo), José Álvaro Moisés, avalia que existe, no Brasil, um vácuo de lideranças democráticas e progressistas capazes de interpretar o momento e os desafios do país e que possam se opor com chances reais de vencer Bolsonaro nas eleições de 2022.

Moisés, que é coordenador do Grupo de Trabalho sobre a Qualidade da Democracia do IEA (Instituto de Estudos Avançados) da USP, o grande desafio da oposição para superar o Bolsonarismo é o de se constituir em uma força com reconhecimento da sociedade. Isso, segundo ele, para garantir a sobrevivência da democracia e, ao mesmo tempo, adotar estratégias adequadas para a retomada do desenvolvimento do País.

Outro destaque é para a análise do historiador e professor da Unesp (Universidade Estadual Paulista) Alberto Aggio, que avalia que “o Ano 2 – como dizem os jovens – ‘deu mal’ para Bolsonaro”. Ao final de 2020, diz o autor do artigo, o destino o presidente é cada vez mais incerto, com popularidade declinante e problemas políticos de grande magnitude.

“Com a derrota de Donald Trump nas eleições presidenciais norte-americanas, perdeu seu principal referente ideológico”, afirma Aggio.

“O isolamento internacional do País é sem precedentes, depois de desavenças com a China e a União Europeia. Sob pressão, Bolsonaro estará forçado a uma readequação na política externa. Não haverá futuro caso não se supere a redução do Brasil a ‘País pária’ na ordem mundial, admitido de bom grado pelo chanceler Ernesto Araujo”, acrescenta o professor da Unesp.

Ex-ministro da Reforma Agrária, Defesa Nacional e Segurança Pública e ex-deputado federal, Raul Jungmann analisa, em seu artigo, a necessidade de dialogar e liderar as Forças Armadas na definição de uma defesa nacional adequada ao Brasil. Isso, segundo ele, “é um imperativo da nossa existência enquanto nação soberana”.

“Construir essa relação, levar a sério nossa defesa e as FFAA, assumir as responsabilidades que cabem ao poder político e as nossas elites, é também uma questão democrática, incontornável e premente”, assevera.

O conselho editorial da revista Política Democrática Online é formado por Alberto Aggio, Caetano Araújo, Francisco Almeida, Luiz Sérgio Henriques e Maria Alice Resende de Carvalho. (Cleomar Almeida/Assessor de comunicação da FAP)

Veja abaixo lista de todos os conteúdos da revista Política Democrática Online de dezembro.

José Álvaro Moisés: ‘O Bolsonarismo entrou em crise porque ele não tem conteúdo nenhum’
Cleomar Almeida: Vítimas enfrentam longa via-crúcis no combate ao estupro
Charge de JCaesar
Editorial: Horizonte sombrio
Rodrigo Augusto Prando: A politização da vacina e o Bolsonarismo
Paulo Ferraciolli: RCEP, o maior tratado de livre-comércio do mundo
Paulo Fábio Dantas Neto: Em busca de um centro – Uma eleição e dois scripts
Bazileu Margarido: Política ambiental liderando o atraso
Jorio Dauster: Do Catcher ao Apanhador, um percurso de acasos
Alberto Aggio: Bolsonaro, Ano 2
Zulu Araújo: Entre daltônicos, pessoas de cor e o racismo
Ciro Gondim Leichsenring: Adivinhando o futuro
Dora Kaufman: Transformação digital acelerada é desafio crucial
Henrique Brandão: Nelson Rodrigues – O mundo pelo buraco da fechadura
Hussein Kalout: A diplomacia do caos
João Trindade Cavalcante Filho: O STF e a democracia
Raul Jungmann: Militares e elites civis – Liderança e responsabilidade

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário