Eliziane Gama quer explicações de Pazuello sobre testes de Covid-19 estocados em SP

Segundo reportagem do Estadão, quase 7 milhões de testes para diagnósticos da doença adquiridos pelo Ministério da Saúde perderão a validade entre dezembro e janeiro de 2021 (Foto: Reprodução)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), protocolou nesta segunda-feira (23) requerimento pedindo esclarecimentos ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a respeito de denúncia do jornal O Estado de S. Paulo de que cerca de 6,86 milhões de testes para diagnósticos da Covid-19, adquiridos pelo Ministério da Saúde e estocados em Guarulhos (SP), perderão a validade entre dezembro e janeiro de 2021.

No documento, a parlamentar questiona os motivos pelos quais os testes estão estocados, o plano para distribuição dos kits , o prazo de validade e qual o número exato de testes que ainda estão estocados. De acordo com a reportagem do Estadão sobre o caso, o estoque de quase 7 milhões de testes do tipo RT-PCR armazenados em São Paulo é mantido pelo Ministério da Saúde, não por estados e municípios, como chegou a alegar o presidente Jair Bolsonaro.

Mais cedo, numa rede social, a senadora, que é vice-presidente da Comissão Mista do Congresso Nacional da Covid-19, declarou que “não podemos desperdiçar mais de 6 milhões de testes de Covid-19 que custaram R$ 290 milhões. Com a curva de mortes subindo e o aumento de ocupação de UTIs, não podemos perder a chance de continuar testando a população contra o vírus”.

Para Eliziane Gama, os dados obtidos por meio da testagem da população são essenciais para o planejamento das medidas de enfrentamento da pandemia, tanto na área da saúde, quanto na área econômica.

A líder do Cidadania também defendeu que é fundamental que a Comissão Mista da Covid-19 aprove seu requerimento na reunião do colegiado prevista para esta terça-feira (24).

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário