Alessandro Vieira diz que punição de Deltan Dallagnol é retrocesso no combate à corrupção

“É o vale-tudo para castigar quem teve a ousadia de fazer o seu trabalho com independência e altivez”, afirma o senador (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) criticou a decisão do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) de punir o procurador da República Deltan Dallagnol por mensagens em rede social nas quais ele se posicionou contra a eleição do senador Renan Calheiros (MDB-AL) para a presidência do Senado, em 2019.

“É o vale-tudo para castigar quem teve a ousadia de fazer o seu trabalho com independência e altivez. O sistema se reorganizou e está atuando com toda força para fazer o Brasil retroceder 20 anos no combate à corrupção. Vergonha”, afirmou o parlamentar ao site O Antagonista.

Os conselheiros entenderam, por 9 votos a um, que  Dallagnol extrapolou limites da simples crítica e o puniu com a pena de censura. O processo contra Dallagnol foi incluído na pauta do CNMP após decisão da última sexta-feira (4) do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

A ação foi apresentada por Renan Calheiros, que alegou interferência de Dallagnol na disputa pela presidência da Mesa do Senado

Na prática, a punição passa a figurar na ficha funcional do procurador e será considerada em progressões na carreira ou futuros cargos. A defesa de Dallagnol anunciou que vai recorrer ao STF da punição. (Com informações da agência de notícias)

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário