Eliziane Gama: Reforma administrativa tem de combater privilégios nos três Poderes

Para a parlamentar, o texto da reforma enviado pelo governo federal do Congresso Nacional ‘precisa ser ajustado para manter isonomia e não deixar privilégios para as altas castas de servidores’ (Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), disse que o principal objetivo da reforma administrativa tem de ser o de tornar o ‘Estado mais ágil e eficiente’ para combater os privilégios nos três Poderes, com a valorização dos servidores públicos.

“O Brasil precisa de uma reforma administrativa sim, uma reforma que combata privilégios no Judiciário, Executivo e Legislativo; uma reforma que torne o Estado mais ágil e eficiente sem que os servidores públicos sejam tratados como problema ou como inimigos”, defendeu a parlamentar em seu perfil no Twitter.

Para ela, o texto da reforma enviado pelo governo federal do Congresso Nacional ‘precisa ser ajustado para manter isonomia e não deixar privilégios para as altas castas de servidores’.

“Apoiamos uma reforma adminstrativa, mas não uma que mantenha privilégios no topo do Judiciário, Executivo e Legislativo e pese a mão nos servidores que já recebem menos”, escreveu na rede social.

Eliziane Gama disse que vai trabalhar com a bancada do partido no Senado para aperfeiçoar a PEC da Reforma Administrativa para que o País dê um salto de qualidade na prestação do serviço público aos cidadãos, reforçando o princípio das carreiras típicas de Estado.

“Mas temos consciência, o serviço público é essencial ao estado democrático e, assim, não deve ser regido por regras de mercado”, afirmou.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário