Freire: Nado fortalece projeto para São Leopoldo com Cidadania, PSDB, MDB e Progressistas

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, exaltou nesta quinta-feira (27), em live do movimento União por São Leopoldo, a frente reunindo PSDB, MDB e Progressistas em torno da pré-candidatura do Professor Nado (Cidadania) como alternativa ao PT na disputa pelo comando da cidade gaúcha. “O governo é sempre compartilhado, formado por um conjunto de programas, de ideias, pessoas que se juntam num projeto comum único para resolver problemas com perspectivas de futuro”, destacou Freire.

Para o secretário estadual de Educação, Faisal Karam, a união dos partidos trará benefícios para que a cidade volte a ser referência no Estado. “O professor Nado significa, com esse grupo, uma esperança por ser professor e por representar uma classe sofrida nesse país, além de conhecer a realidade de São Leopoldo”, elogiou.

Participante do encontro, o deputado estadual Tiago Simon (MDB) também ressaltou a importância dessa convergência política. “Tenho muita satisfação em ver essa grande aliança, estratégica para a construção de uma grande vitória para mudar o ambiente político de São Leopoldo. O professor Nado representa a qualidade política, um compromisso com a justiça social, com a gestão pública. Nos sentimos representados com o seu nome à frente dessa grande aliança que eu tenho certeza que vai iniciar um novo ciclo em São Leopoldo”, afirmou.

Na avaliação do vereador Arthur Schmidt (MDB), a união será determinante para transformar os rumos da cidade. “O apelo que faço à população de São Leopoldo é que escute e discuta as propostas para colocar o município no rumo adequado. Estamos nos unindo por esse motivo. Esse grupo representa a união de São Leopoldo. Somos um grupo democrático que acredita no diálogo e numa construção saudável para mudarmos a nossa cidade”, propôs.

O vereador pelo PSDB Cláudio Giacomini falou da satisfação em fazer parte da aliança. “É uma grande união que conseguimos articular para não sermos governados por 30% dos votos, como somos hoje”, disse. Pelo Progressistas, o vereador David Santos também destacou a união dos partidos. “Estamos juntos, unidos, pensando no bem da cidade porque foi pra isso que a gente debateu e escutou a sociedade, que disse que tínhamos que nos unir para tirar o prefeito Vanazzi”, sustentou.

O pré-candidato Professor Nado lamentou que São Leopoldo não tenha números para comemorar, depois de 12 anos do governo petista liderado por Ary Vanazzi. “A taxa de mortalidade infantil dobrou. Somos a quinta cidade mais violenta dos 497 municípios do Rio Grande do Sul. Temos um Ideb de 4,3 nos anos finais e sabemos que, para passar de ano, precisamos de pelo menos 5. É absolutamente inaceitável”, avaliou.

Ainda segundo Nado, 46% da população de São Leopoldo têm o ensino fundamental incompleto, realidade que precisa mudar urgentemente se a cidade quiser crescer e gerar empregos. “Como podemos falar em desenvolvimento econômico se não estamos preparando as pessoas como deveríamos?”, indagou. “Estou preparado para isso, estou pesquisando muito. Este encontro nos possibilita pensar juntos em alternativas e avanços para a nossa cidade”, acrescentou.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário