Alexandre Pereira, pré-candidato em Fortaleza, defende avaliação pra elevar qualidade do serviço público

Em live com o presidente Nacional do Cidadania, Roberto Freire, o pré-candidato do partido à Prefeitura de Fortaleza (CE), Alexandre Pereira, defendeu uma agenda de modernização da administração pública que permita aos cidadãos avaliar o atendimento recebido e ofereça aos servidores a devida motivação para manter em alta a qualidade dos serviços prestados.

Ex-secretário de Turismo da capital cearense, Pereira disse que pretende dar continuidade ao excelente trabalho do prefeito Roberto Cláudio (PSB) e, ouvindo a população, corrigir o que eventualmente for necessário e avançar em novas frentes. Ele citou o exemplo da área de Saúde e sustentou que a avaliação de resultados poderia se reverter em benefícios aos profissionais.

“É cuidar das pessoas. Não apenas a satisfação do servidor, mas do usuário. Se pudemos medir como está o atendimento, poderíamos pensar numa forma de melhorar a remuneração dos profissionais que mais se destacassem”, apontou, ao sinalizar que a experiência do prefeito de Vitória (ES), Luciano Rezende, do Cidadania, com o aplicativo Vitória Online poderia ser copiada.

“Cada usuário que precise de uma UPA receberia mensagem no telefone celular pedindo avaliação do atendimento médico, da espera, do trabalho da rececionista, da estrutura. Existem hoje os totens para avaliação, mas, com essa forma de mensuração mais direta, no final do mês teríamos em todos os postos ideia exata do nível de satisfação”, explicou.

Ele elogiou a atuação de Roberto Cláudio, que deixará para o sucessor uma boa estrutura de Saúde. “São 28 novos postos de saúde, 77 foram reformados, inovação bacana que é a distribuição de remédios nos terminais de ônibus, 4 policlínicas, 6 UPAs, frota do Samu renovada, 416 equipes de médicos e enfermeiros no Programa Saúde da família”, elencou.

Ao falar sobre Turismo, Pereira lembrou que o setor é o que mais sofreu com a pandemia e sustentou que será preciso pensar numa recuperação em três etapas. A primeira com turismo interno, incentivando os próprios fortalezenses a usar a infraestrutura hoteleira, a segunda com turismo para o interior e a terceira, com turismo regional, quando a situação permitir.

Mas o mais importante, disse, é fazer com que a cidade funcione para os moradores. “Na secretaria, fizemos trabalho focado na cidade, no fortalezense. Não existe cidade boa pra turista, tem de ser boa pra quem mora nela. Se for boa pro morador, será pro turista”, disse o pré-candidato, que ganhou, em 2019, o prêrmio de melhor secretário de Turismo do país.

Ao elogiar a trajetória e o perfil de liderança do pré-candidato do Cidadania, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, que também participou da live, disse que o mais importante é “não deixar cair por terra projetos que são fruto de luta e debate com a sociedade”, além de “manter as políticas vencedoras, sem deixar de fazer autocrítica” e “propor ideias inovadoras para os problemas existentes”.

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, disse ver em Pereira perfil para fazer a transição importante para uma administração mais digital. “Nesse pós-pandemia particularmente, temos de sair do Estado burocrático e criar o Estado digital. Ter isso como foco e, a partir daí, a capacidade de fazer as mudanças necessárias, mantendo o que é sucesso, mas tendo essa perspectiva de uma cidade inteligente”, apontou.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário