Covid-19: Carmen Zanotto chora ao cobrar medicamento para sedação de pacientes em UTI

Relatora da Comissão Externa da Câmara de Enfrentamento à doença, a deputada é enfermeira de formação e apontou a falta de sedativo como uma das principais preocupações com a pandemia neste momento (Crédito da Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados)

Em reunião nesta quinta-feira (9) da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19, a deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), relatora do colegiado, não conteve o choro ao narrar a situação crítica de um paciente da doença que está intubado em uma UTI de Santa Catarina. A escassez de anestésicos e outros medicamentos para intubação em todo o país tem sido a principal preocupação da comissão externa nestas últimas semanas.

“Quero aqui fazer esse apelo porque me doeu muito ouvir isso. Olhem pros nossos estados, olhem pra Santa Catarina, em nome de todos os pacientes e da população que, mais do que nunca, precisa desse atendimento”, pediu Zanotto, que é enfermeira de formação.

A situação agora se agrava nos estados do Sul, em particular, Santa Catarina, que começa a enfrentar o pico da pandemia do novo coronavírus. Bastante emocionada, a coordenadora das ações para enfrentamento da pandemia no Sul apelou ao Ministério da Saúde e aos presidentes do Conass e do Consems que voltassem suas preocupações para resolver o problema.

A relatora disse que estava falando em nome das bancadas de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande Sul. “Desculpem a emoção, mas nossa carga aqui tem sido pesada. É dura. Sempre olhamos para o país como todo. Agora chegou a nossa vez de sermos ajudados. Não dá para esperar até segunda-feira”, alertou Zanotto, que foi secretária de Saúde de Santa Catarina.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário