Cidadania deve ser alternativa a esse governo comandado por um incapaz, diz Freire sobre Bolsonaro

Fala do presidente do Cidadania foi feita em curso de formação política da seção paranaense do partido para os pré-candidatos

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, falou, nesta quinta-feira (2), sobre as eleições municipais 2020 e o atual cenário político para pré-candidatos a vereador do Cidadania Paraná. Eles participaram do curso de formação política, uma iniciativa pioneira do Cidadania e obrigatória para aqueles que vão disputar mandato eletivo em outubro. No Paraná, ele é organizado pelo diretório estadual e pela Escola de Formação Política Dr. Luiz Felipe Haj Mussi.

“Esse curso vai ajudar que compreendam o que o partido representa e o que temos como perspectiva. O Cidadania é o oposto do que defende Bolsonaro. Este governo é um retrocesso, é um incapaz que está na presidência e que demonstrou, mais do que incapacidade, desumanidade. Basta ver sua atuação no enfrentamento à pandemia. Trabalha contra a ciência”, sustentou o presidente do Cidadania.

Freire disse que, diante desse quadro, o partido resolveu ajudar a construir uma frente democrática em prol das liberdades e da Constituição. “Temos um país atordoado, que não tem unidade, por causa de um governo obscurantista e antidemocrático. Estamos buscando diálogo com todas as forças democráticas do país para sermos defensores das nossas liberdades, das nossas instituições republicanas e da democracia que vive sendo ameaçada”, destacou.

Para o ex-parlamentar, as eleições municipais serão um termômetro para 2022 e a condução desastrosa do país deve favorecer alternativas como o Cidadania. “A crise econômica junto com a sanitária vai criar um governo sem condições de governabilidade. O Cidadania tem visto um processo de consolidação do nosso partido e o Paraná tem uma boa trajetória de organização e tem grandes lideranças. Com vocês, vamos demonstrar nessa campanha que viemos pra ficar e marcar a política brasileira”, elogiou.

Presidente do Cidadania-PR, o deputado federal Rubens Bueno disse que a pandemia é preocupante e que o país não pode deixar de seguir as orientações de saúde neste momento. Ele lembrou que já são mais de 1,5 milhão de infectados e 61 mil mortos no Brasil.

“Era uma gripezinha e está aí o resultado. Vejam que os números estão aumentando e ainda não arrefeceu em grandes centros. Temos de ter todo cuidado com essa pandemia, seguir a orientação de evitar aglomeração. Sairemos quando todos assumirem a responsabilidade –  como o Cidadania já assumiu há tempo – em favor das orientações da saúde pública”, reforçou o parlamentar.

Crise econômica

Bueno citou algumas iniciativas com as quais vem trabalhando para minimizar os impactos da doença, como a Medida Provisória 944/20, à qual foi favorável, que concede linha de crédito especial para pequenas e médias empresas pagarem a folha de salários durante a pandemia. O deputado também citou o PL 2824/2020, que determina uma série de ações do governo federal para socorro financeiro ao setor esportivo brasileiro.

“Se temos uma pandemia, temos também uma crise econômica. Votamos nessa semana mais uma MP onde colocamos recursos do BNDES para financiar as empresas que faturam de R$ 360 mil a R$ 50 milhões, com juros de 3,5%, para recomposição salarial. Estamos agora trabalhando para votar o PL que trata da questão dos esportistas, para que tenham uma complementação e, num momento grave como esse, não falte o mínimo para a sua subsistência”, afirmou.

Bueno, que também é vice-presidente do Cidadania, defendeu, assim como Freire, a democracia como um valor basilar do fazer poltício. “Na vida pública, a democracia é um fundamento maior. A economia se reorganiza, o que não podemos perder é a democracia. Ao lado disso, e como princípio de tudo, a vida. Por isso, votamos ontem a emenda à Constituição que adia as eleições de 4 de outubro para 15 de novembro. Estamos seguindo as orientações do mundo da ciência, em defesa da vida”, finalizou.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário