Eliziane Gama critica publicidade do governo em canais com ‘conteúdo inadequado’

É inaceitável culpar qualquer empresa quando a responsabilidade é pura e exclusivamente do próprio Executivo pelos dois milhões de anúncios em site suspeitos”, diz a parlamentar (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), criticou o governo federal pelo direcionamento de recursos públicos para veicular dois milhões de anúncios publicitários em canais com conteúdo inadequado, conforme apontou um relatório da CPMI das Fakes News. Em nota, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República) afirmou que as verbas publicitárias são direcionadas pelo Google Adsense.

“Já é uma característica desse governo não assumir seus erros. É inaceitável culpar qualquer empresa quando a responsabilidade é pura e exclusivamente do próprio Executivo pelos dois milhões de anúncios em site suspeitos”, disse a parlamentar.

O documento, produzido por consultores legislativos, tem como base informações da própria Secom referente ao período de junho a julho do ano passado. A lista de anúncios inclui páginas que difundem fake news, que promovem jogos de azar e até sites pornográficos. Canais que promovem o presidente Jair Bolsonaro também receberam publicidade oficial.

“É jogar dinheiro do contribuinte fora nesses sites. Esse direcionamento agride grupos consolidados de comunicação e merece forte repúdio de todos os brasileiros”, afirmou Eliziane Gama.

Segundo o relatório da CPMI, a maior parte dos anúncios está relacionada à campanha do governo para promover a reforma de Previdência, aprovada no ano passado no Congresso. A verba da Secom foi distribuída por meio do programa Google Adsense, que paga um valor ao site a cada vez que um usuário clica na publicidade ou apenas visualiza.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário