Roberto Freire e Marcelo Calero: Jair Bolsonaro é especialista em falsificação da verdade

Presidente da República disse que era fake o churrasco que convocou para este sábado, dia em que o país ultrapassou a marca de 10 mil mortes por Covid-19; também neste sábado, Folha de S.Paulo mostrou que verba de publicidade do Planalto financiou sites de fake news e jogo de azar

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, afirmou neste sábado (9) que Jair Bolsonaro é um especialista em fake news e falsificação da verdade. Após anunciar um churrasco no Palácio do Alvorada a ser realizado hoje, quando o país passou a marca de 10 mil mortos vítimas de Covid-19, o presidente recuou e disse que a informação era “fake”. A “festinha” vinha sendo chamada nas redes sociais de “churrasco da morte”.

“Um irresponsável, beirando a insanidade e que, de forma infame, usa de fake news no momento em que vivemos uma tragédia”, criticou. “No dia em que a Folha revelou publicidade oficial – canetada pelo Planalto – em sites de fake news, Bolsonaro recuou do seu infame churrasco da morte: era fake, segundo ele. É especialista em falsificação da verdade”, completou Freire.

O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) também condenou a atitude de Jair Bolsonaro.

“O Presidente da República, em meio a uma pandemia que já ceifou mais de 10 mil vidas brasileiras, mostra mais uma vez sua estratégia de desinformação: conta uma verdade, e diante da má repercussão mesmo entre sua seita, diz que era “fake”. Não passa mesmo de um canalha irresponsável”, apontou.

A reportagem do jornal Folha de S.Paulo a qual Freire se referiu informa que dinheiro público foi usado para veicular propaganda da reforma da Previdência em sites de fake news e jogo do bicho e um canal do YouTube que promove a imagem de Bolsonaro. Os dados constam de planilhas que a própria Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência (Secom) enviou para a Controladoria Geral da União (CGU).

“É uma grave denúncia. Bolsonaro usa dinheiro público pra bancar sites amigos e até de jogos de azar numa teia de crimes, robôs, mentiras e fake news. Dinheiro real que falta a pessoas reais, morrendo de doenças reais, como a Covid-19, em hospitais sem leitos e respiradores”, disse o presidente nacional do Cidadania.

Luto

A Liderança do Cidadania na Câmara, por iniciativa do líder Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), manifestou luto pelos 10 mil mortos na pandemia do novo coronavírus e se solidarizou com os familiares que perderam entes queridos nesta tragédia. Em peça divulgada no Twitter, o partido diz que “nossa bandeira é a vida”. “O Brasil está de luto. Nós seguimos lutando”, completa o material.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário