Arnaldo Jardim apela a deputados e senadores por CPMI para investigar interferência de Bolsonaro na PF

Líder na Câmara pede que parlamentares assinem requerimento apresentado pelo Cidadania e diz que omissão do Legislativo sobre denúncias de Sérgio Moro traria danos irreversíveis para o país

O líder do Cidadania na Câmara, deputado Arnaldo Jardim (SP), divulgou nota na manhã desta segunda-feira (4) em que faz um apelo aos seus pares pela assinatura do requerimento de CPMI proposto pelo partido para investigar as graves acusações do ex-ministro Sérgio Moro ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

“A denúncia de que o presidente da República, por interesses pessoais, investiu contra um órgão que é de Estado, como é a Polícia Federal, é questão grave e jamais pode ser tolerada pelo Legislativo. A CPMI é fundamental para esclarecer os fatos. Não criá-la é omissão com danos irreversíveis para o país”, diz o texto.

Leia a íntegra abaixo:

Nota à imprensa

CPMI: O risco da omissão do Congresso

O Congresso Nacional precisa se espelhar na própria conduta, quando de forma objetiva e eficiente, adotou medidas para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus e agora é instado a investigar as gravíssimas acusações feitas pelo ex-ministro Sérgio Moro contra o presidente da República por tentar interferir politicamente na Polícia Federal.

Tão logo surgiram as denúncias de Moro, as lideranças do Cidadania na Câmara e no Senado apresentaram pedido de criação de comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para apurar o caso.  Coube a mim e à senadora Eliziane Gama (MA) a tarefa de recolher as assinaturas necessárias para a instituição do colegiado.

A denúncia de que o presidente da República, por interesses pessoais,  investiu contra um órgão que é de Estado, como é a Polícia Federal, é questão grave e jamais pode ser tolerada pelo Legislativo.
Nenhum acordo político, nenhum arranjo institucional e nenhuma conveniência partidária pode ser maior que o interesse público. A CPMI é fundamental para esclarecer os fatos. Não criá-la é omissão com danos irreversíveis para o país.

Nesse sentido, peço aos 512 colegas deputados federais e aos 80 senadores que assinem o pedido de CPMI. A altivez do Congresso Nacional é essencial para o exercício da democracia. Investigar é uma das prerrogativas dos parlamentares.

São Paulo, 4 de maio de 2020.
Arnaldo Jardim (SP), líder do Cidadania na Câmara dos Deputados

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário