Alessandro Vieira: ministros devem esclarecer falhas no auxílio emergencial de R$ 600

“O alto volume de reclamações e evidentes problemas precisam de soluções urgentes e imediatas”, afirma o senador do Cidadania (Foto: Reprodução)

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou requerimentos de convocação dos ministros Onyx Lorenzoni, da Cidadania, e Paulo Guedes, da Economia, e convite ao presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, para prestar esclarecimentos sobre a execução do auxílio emergencial de R$ 600. O parlamentar está preocupado com a demora no cadastramento e pagamento do benefício.

De acordo com Alessandro Vieira, o alto volume de reclamações e evidentes problemas dos processos estabelecidos pelo governo federal e pela Caixa Econômica Federal precisam de soluções urgentes e imediatas.

“Se a meta é ‘não deixar ninguém para trás’ é preciso agir para que o auxílio chegue a todas as pessoas que necessitam”, cobrou o parlamentar.

Aglomerações

Instabilidade do sistema e desorganização são principais problemas, diz senador (Foto: Leopoldo Silva)

Os problemas na execução do programa do auxílio emergencial têm gerado aglomerações e filas nas agências de Caixa, resultando em situações dramáticas de risco para os beneficiários. Alessandro Vieira destaca que a acessibilidade e instabilidade do aplicativo, a desorganização e a falta de segurança sanitária nos arredores das agências e o atendimento nas agências da zona rural são as principais preocupações.

“Recebo diversos relatos e imagens de pessoas enfrentando condições inaceitáveis de aglomeração em busca do benefício nas agências. Outra questão grave é que nem todas as pessoas que teriam direito ao benefício têm acesso ao aplicativo ou dispõem de informações suficientes para operá-lo. Não há, por outro lado, indicativo de respostas práticas ou ações da Caixa Econômica Federal para solucionar esses problemas. Por isso consideramos importante que os ministros sejam ouvidos e tragam respostas para esses problemas”, diz Alessandro Vieira. (Com informações da assessoria do parlamentar)

Ampliação do auxílio

O senador do Cidadania também cobrou do governo a sanção do projeto que amplia o auxílio emergencial para comunidades tradicionais e extrativistas (pescadores, quebradeiras de coco, marisqueiros e quilombolas) e outras categorias profissionais, como vendedores porta a porta, esteticistas, caminhoneiros, taxistas e motoristas de aplicativos, dentre outros. O projeto foi aprovado no último dia 22 de abril.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário