IBGE: Vendas do comércio recuam 1% em janeiro

Além do dado fraco do primeiro mês de 2020, o IBGE revisou o desempenho dos meses anteriores (Foto: Reprodução)

Antes dos impactos do coronavírus sobre a economia, o volume de vendas no varejo brasileiro recuou 1% em janeiro, perante um mês antes, conforme dados com ajuste sazonal da PMC (Pesquisa Mensal do Comércio), divulgada nesta terça-feira (24) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Além do dado fraco de janeiro, o IBGE revisou o desempenho dos meses anteriores. As vendas de dezembro de 2019 passaram a recuar 0,5% frente a novembro (revisado de queda de 0,1%). O resultado de novembro, por sua vez, passou de avanço de 0,7% para elevação de 0,3%.

De acordo com o IBGE, as vendas do varejo ficaram 1,3% acima do mesmo mês de 2019. No acumulado de 12 meses até janeiro, o setor registra alta de 1,8%.

O volume de vendas no varejo, em janeiro de 2020, voltou a mostrar perda de ritmo, expresso não só pelo recuo de 1% frente a dezembro, mas também pela disseminação de taxas negativas entre as atividades investigadas. Com isso, o comércio varejista, em janeiro de 2020, permanece 5,4% abaixo do nível recorde alcançado em outubro de 2014.

No confronto com janeiro de 2019, na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista cresceu 1,3% e no varejista ampliado a taxa foi de 3,5%. No entanto, no acumulado em 12 meses, o volume de vendas fica estável tanto para o varejo quanto para o varejo ampliado.

Já a receita nominal do setor — que não desconta a inflação — aumentou 0,8% ante dezembro de 2019. Ante janeiro do calendário passado, houve expansão de 6,6%. (Com informações do IBGE e Valor Econômico)

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário