Curso de formação política Jornada da Cidadania começa nesta quarta-feira

Aulas serão disponibilizadas em plataforma EAD; mais de 4,6 mil pessoas se inscreveram no curso em todo o País  (Foto: Reprodução/FAP)

O curso de formação política Jornada da Cidadania, realizado pela FAP (Fundação Astrojildo Pereira), será iniciado na próxima quarta-feira (12). As aulas serão disponibilizadas em uma plataforma de educação a distância (EAD) online, gratuita e interativa e, no total, terão 36 horas de duração, distribuídas ao longo de 14 semanas. O objetivo é formar e capacitar cidadãos acerca de conteúdos relevantes à política, além de fornecer bases fundamentais para possíveis candidatos que pretendem disputar as eleições municipais deste ano.

Marco Marrafon, coordenador-geral da Jornada da Cidadania (Foto: Cleomar Almeida)

De acordo com o coordenador-geral da Jornada da Cidadania, professor Marco Marrafon, o curso também pretende formar e capacitar cidadãos com foco em construção inovadora, democrática e em políticas baseadas em evidências e resultados. “Queremos que os conteúdos apresentados aqui possam oferecer conhecimento para o desenvolvimento de ações práticas que melhorem a vida no seu bairro, na sua cidade, no seu estado e no seu país”, diz ele.

“Tudo isso conciliado ao pensamento crítico para que os estudantes possam participar construtivamente do debate político, da formulação de políticas públicas e da fiscalização do que é de todos”, destaca Marrafon. Ele é mestre em Direito do Estado pela UFPR (Universidade Federal do Paraná), com estudos doutorais na Università degli Studi di Roma Tre, na Itália.

O Senador Cristovam Buarque
Cristovam Buarque é presidente do Conselho Curador da FAP (Foto: Agência Senado)

O presidente do Conselho Curador da FAP, Cristovam Buarque, ressalta a importância da iniciativa de formação política da fundação. “É uma forma de democratizar e popularizar conceitos fundamentais e essenciais sobre política a um maior número de pessoas em todo o país”, diz. Ele ressalta que o curso é também um importante caminho para contribuir para um debate plural em busca de uma sociedade com menos injustiças e desigualdades.

Acesso à plataforma e perfil dos alunos

Para iniciar o curso, cada aluno terá um acesso individual com login e senha, que serão enviados, na quarta-feira, ao e-mail cadastrado no ato da inscrição. Esses dados deverão ser preenchidos em um link específico da plataforma EAD que será disponibilizado, a partir do mesmo dia, no site da Jornada da Cidadania.

Ao todo, 4.630 alunos de todos os 26 Estados e Distrito Federal se inscreveram no curso. Os maiores números de inscritos são de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Em relação ao perfil dos alunos, 64% informaram ter curso superior; 34%, ensino médio; e 2%, ensino fundamental. Além disso, 60% são homens e 39%, mulheres, enquanto 1% não informou o gênero. Por outro lado, 95% disseram que não tiveram mandato eletivo até o momento da inscrição e 5% informaram o contrário. E mais: 44% já confirmaram que pretendem se candidatar nas eleições deste ano, enquanto 56% afirmaram que não.

Receberão certificados de conclusão todos aqueles que cumprirem 75% das tarefas no prazo determinado. Tudo será monitorado pelas métricas da plataforma, a partir de índices de audiência, visualização, respostas aos questionários, participação em lives e cumprimento das missões e jogos a serem encaminhados pela coordenação.

Conteúdo programático

O conteúdo programático da Jornada da Cidadania está dividido em cinco pilares: ética e integridade na ação política; comunicação eficaz; fundamentos de teoria política e democracia, comunicação eficaz e casos de sucesso. Sempre às quartas-feiras, a plataforma vai disponibilizar uma nova aula com novo tema. Dessa forma, o aluno poderá se organizar ao longo de uma semana para aproveitar todos os conteúdos de cada aula.

Por semana, será disponibilizada uma aula de duas horas de conteúdo, que será dividida da seguinte forma: uma videoaula de 15 minutos; 3 miniaulas de 3 minutos cada uma; leitura obrigatória de um artigo ou capítulo de livro que será disponibilizado na plataforma; um filme ou vídeo complementar, além de podcast e lives para concluir a carga horária de estudos dirigidos ou da própria aula. Em regra, os alunos terão 10 dias para cumprir as tarefas e avaliação será realizada de forma contínua e em conjunto com monitores. (Cleomar Almeida/Assessor de Comunicação da FAP)

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário