Márcia Teston se lança pré-candidata pelo Cidadania para a disputa em Santa Maria (RS)

‘Santa Maria é uma cidade atenta ao olhar da população e tenho experiência como gestora’, diz a professora (Foto: Reprodução)

A professora e ex-secretária municipal adjunta de Cultura de Santa Maria (RS), Márcia Teston, pretende disputar a Prefeitura da cidade gaúcha pelo Cidadania em 2020. Márcia Teston defende um olhar diferenciado para a gestão pública focando nas potencialidades da cidade, com enfoque na cultura, arte e turismo.

Para ela, o desenvolvimento dessas áreas permitirão o pleno desenvolvimento da cidade para melhorar a saúde, educação e segurança pública. Além disso, ela entende necessário a realização de gestão compartilhada atenta às demandas da população.

Márcia Teston ainda destacou as qualidades do Cidadania que tem buscado focar o futuro e garantir a liberdade de seus filiados e candidatos.

Perfil

Márcia Erichsen Teston é natural de Porto Alegre. Casada com Luiz Fernando Baltar. Têm dois filhos, dois netos. Professora estadual e universitária. Formação em Magistério, Língua Portuguesa, Literatura e Música. Pós Graduação em Língua Portuguesa, Folclore e Tradição. Mestrado em Gestão Educacional. Coordenadora do Centro de Letras do IESAU, banca de Redação UFSM. Presidente da AILA (Academia Iraiense de Letras e Artes), Membro Efetivo da Academia Internacional ALPAS 21. Diretora de Escola por duas gestões, Coordenadora Regional de Educação 8ª CRE, Secretária Adj da Cultura, Esporte e Lazer de Santa Maria, Diretora Cultural da SABB (Sociedade Amigos do “Boi de Botas” Memorial Mallet), Diretora do Departamento Cultural da 13ª Região Tradicionalista, Coordenadora da Biblioteca Pública de Santa Maria, Patroa do Piquete TERRA. Escritora do Natal Gaúcho Solidário e livros de poesia, crônicas, documentários e infantil (bilíngue). Compôs Hino da Escola Medianeira e Irmão José Otão. Participação em Coletâneas, Jornais Literários e Regionais. Atuante nas áreas de Gestão, Motivacional, Educacional, Artística, Folclórica e Tradicionalista. Homenageada com Destaque Municipal como Professora e Mulher Empreendedora, Medalhas e Moções de Reconhecimento Civis e Militares, destacando-se Título de Embaixadora da Solidariedade, a Comenda da Ordem do “Boi de Botas”, a Comenda de Insigne Colaboradora do Exército Brasileiro, o Troféu Roda Brasil Toque de Letras e Artes, Destaque Comenda Educacional e Cultural da ASAMCO e a Comenda Personalidade Cultural 2019 RS ALPAS 21.

Entrevista

Por que disputar a prefeitura do seu município? 

Eu vejo que a força da mulher está muito reconhecida. Acredito na competência e sensibilidade da mulher. Santa Maria é uma cidade atenta ao olhar da população e tenho experiência como gestora. Sem gestão não chegamos em lugar algum. Gosto do desafio da política séria e bonita.

Na sua opinião, quais são os principais problemas no município? 

O primeiro problema de Santa Maria que eu vejo é a falta de atenção no sentido de promoção da vida, um olhar mais voltado para o cidadão. Falamos de segurança e educação, mas isso já é obrigação do gestor. A localização geografia de Santa Maria precisa de um outro olhar. Se tivermos renda com cultura , arte e turismo, a saúde e educação vão andar. Vejo a cidade com um olhar mais amplo e carinhoso. Santa Maria é uma terra que tem muito e é pouco explorada. Creio que se unirmos os diversos segmentos, Santa Maria seria um polo muito diferente.

Caso eleita, como será pautada a sua gestão? 

Uma das minhas características é falou cumpriu. Missão dada, missão cumprida. Quero me pautar conversando com as pessoa, olhando de perto, visitando e conhecendo a necessidade das pessoas. A partir daí termos um foco na saúde, educação e turismo. Temos uma cidade universitária que é preciso ser explorada. Podemos fazer muitos convênios e projetos em conjunto. Nós temos que trabalhar nesse sentido.

Como o Cidadania poderá contribuir na sua gestão? 

Pode contribuir muito. Chego agora no Cidadania e gostei muito das filosofias e ideias. Conheci o partido por meio da Any [Ortiz, deputado estadual do Cidadania]. Uma pessoa, além de carismática, competente. Vemos o resultado do trabalho dela. Enxergo o Cidadania nem como um partido de direita ou esquerda. É bom partido que quer ir para frente e preocupado com as pessoas. O Cidadania nos dá essa possibilidade de ser livre e olhar para a frente.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário