Roberto Freire critica atentado contra a sede dos Portas dos Fundos e pede imediata apuração do governo federal

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, criticou em nota, nesta terça-feira (24), o atentado à bomba praticado contra à produtora responsável pela criação dos programas Porta dos Fundos, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo o dirigente, o ato é inadmissível e representa uma afronta as leis e a democracia. Ele destacou ainda que “o fascismo e o terrosismo”, não podem evoluir na sociedade brasileira e espera que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, aja com rigor e identifique e puna os responsáveis.

O ataque

O atentado foi realizado na madrugada, por volta das 4h da manhã, no bairro de Humaitá, onde fica localizada a sede da produtora. De acordo com a assessoria do grupo, dois coquetéis molotovs foram jogados na fachada do imóvel atingido o quintal e a recepção. Ainda segundo informações da assessoria, a tragédia só não foi pior devido a ação rápida dos seguranças que protegem a edificação.

Nota de repúdio

A sede do Porta dos Fundos, canal humorístico na plataforma do Youtube, sofreu um atentado à bomba nesta madrugada, no Rio de Janeiro.

O ato é inadmissível e afronta as nossas leis e a democracia.

Torcemos para que uma nova onda de terrorismo, como já ocorreu por ocasião do atentado do Rio Centro, em bancas de revista e na OAB, entre outros alvos de então, não esteja de volta.

O fascismo e o terrorismo não podem prosperar entre nós. O mínimo que se espera do ministro Sérgio Moro, da Justiça, é investigar os fatos e colocar os criminosos na cadeia.

O Congresso Nacional, os partidos políticos, a mídia e a cidadania não podem se calar ante episódio tão grave, que agride a nossa própria liberdade

Roberto Freire
Presidente do Cidadania”

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment