Wober Júnior destaca estratégia do Cidadania para disputa eleitoral no Rio Grande do Norte

O presidente do Cidadania do Rio Grande do Norte e dirigente nacional, Wober Júnior, destacou em entrevista ao Portal nacional do partido os preparativos da legenda no estado para a disputal eleitoral de 2020. O dirigente adiantou que o número de candidaturas é “crescente”.

“O Cidadania tem se restruturado em todo o estado. O número de candidaturas é crescente. Já temos uma estrutura base para a formação de chapas em Natal, Parnamirim, Macaíba, Mossoró e Assú, que são cidades importantes do no estado e estão entre as 10 maiores. Nas pequenas cidades, a organização continua de forma persistente”, disse.

Novo nome

Wober ressaltou que a mudança de nome e, sobretudo, as bandeiras defendidas pelo Cidadania tem chamado atenção de pessoas que nunca participaram da política e, que agora, pretendem colaborar concorrendo cargos eletivos.

“Temos uma certa dificuldades, mas por incrível que pareça, com a mudança de nome [do partido], a procura tem sido enorme. São pessoas que não tem militância ou mandato e querem agora participar de um partido que possui uma cabeça renovada, que tem uma forma diferenciada de ver a política e uma visão de mundo que contempla a diversidade e sustentabilidade. Um partido que está renovado para encarar e vencer os novos desafios que o Brasil coloca diante de nós. A perspectiva que sairemos fortalecidos na eleição de 2020. Esse é o caminho que estamos tomando em nosso estado”, afirmou.

Campo político aberto

O presidente municipal de Parnamirim (RN), Thiago Fernandes, visitou o Diretório Nacional, em Brasília, falou os principais problemas da cidade e ressaltou que existe espaço para a participação de novos atores na política local. Ele adiantou que irá disputar a Câmara Municipal no próximo pleito.

Roberto Feire e Thiago Fernandes

“O município tem um prefeito atuante, mas o campo político está aberto. Temos vários pré-candidatos que estão buscando esse espaço para poder disputar a campanha no próximo ano. Estamos conversando no município e já temos alguns nomes sendo cogitados para ingressar no partido e, talvez, ser candidato pelo Cidadania”, adiantou.

Leia também

O trauma do aborto é um segredo das famílias brasileiras

Foi imediata a reação contrária da opinião pública, pelas redes sociais e nas ruas, à tentativa de criminalizar o aborto de crianças vítimas de estupro com penas de até 20 anos.

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (17/06/2024)

Cidadania define critérios de distribuição do fundo eleitoral

A Executiva Nacional do Cidadania definiu neste sábado os...

Nota de repúdio – Não ao PL que criminaliza as vítimas de estupro

A Secretaria Nacional de Mulheres do Cidadania - M23...

M23 de Minas gerais realiza encontro neste sábado

O M23 Cidadania de Minas Gerais realiza neste sábado...

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!