Internauta se retrata por ofensas a Rubens Bueno em rede social

Segundo o deputado federal do Cidadania do Paraná, a honra é seu maior patrimônio e vai defender a qualquer custo (Foto: Robson Gonçalves)

O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) teve mais uma vitória nos tribunais da Justiça Federal contra as fake news e ofensas cometidas na internet. Desta vez, Antonio Paulo Bueno se desculpou pelas palavras escritas na página do Facebook do parlamentar.

Segundo Rubens Bueno, a honra é seu maior patrimônio e vai defender a qualquer custo.

“Mais uma vez sou alvo de inverdades e acusações levianas publicadas desta vez no Facebook. Esta não será a primeira e nem a última vez que isto vai acontecer, mas vou ter esta mesma atitude sempre, pois minha honra é meu maior patrimônio”, ressaltou Bueno, que também destacou a sua trajetória na política.

“Tenho mais de 35 anos na vida pública. Transparência sempre foi a base do meu trabalho e por isso não posso permitir tamanha injustiça e mentira sendo propagada. Vou combater sempre”, afirmou o parlamentar do Cidadania.

Já o advogado Henrique Dumsch Plocharski, do escritório VG&P, destacou que “o patrimônio do Deputado Federal Rubens Bueno é exclusivamente moral, ele é eleito com base neste patrimônio e por conta disto não pode admitir que ofensas infundadas e acusações levianas sejam feitas a ele de modo a denegrir sua imagem, pois isto atinge seu maior bem perante seus eleitores – sua credibilidade e retidão”.

Veja abaixo a retratação.

“…Por ANTONIO PAULO BUENO foi declarado o seguinte:

Que se desculpa pelas injúrias que escreveu na rede social Facebook em 13/05/2018 com relação ao querelante RUBENS BUENO e reconhece que estava errado.

Pela Defesa de RUBENS BUENO foi dito que o querelante aceita a retratação, desde que possa ser divulgada amplamente. Diante do acordo entabulado requer a extinção da punibilidade do querelado e consequente arquivamento da queixa-crime.

O querelado autoriza a divulgação da presente ata como requer o querelante.

O MPF não se opôs à transação…”

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário