Setor de serviços registra recuo de 0,2% de julho para agosto

Na passagem de julho para agosto, três segmentos tiveram queda, dentre eles, os serviços prestados às famílias, mostra a PMS (Pesquisa Mensal de Serviços) do IBGE (Foto: Reprodução)

O volume do setor de serviços no País caiu 0,2% na passagem de julho para agosto, segundo dados da PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), divulgada nesta quinta-feira (11) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A queda, a quinta do ano, veio depois de uma alta de 0,7% na passagem de junho para julho.

Na comparação com agosto do ano passado, o recuo foi ainda maior (-1,4%). No acumulado do ano, o setor teve alta de 0,5%. Já em 12 meses, os serviços acumulam crescimento de 0,6% em seu volume.

Na passagem de julho para agosto, três segmentos tiveram queda, dentre eles, os serviços prestados às famílias (-1,7%). Também anotaram redução as atividades de transportes, serviços auxiliares de transporte e correios (-0,9%) e outros serviços (-2,7%).

Apresentaram altas os segmentos de serviços de informação e comunicação (0,4%) e os serviços profissionais, administrativos e complementares (0,5%).

Panorama

Para o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, as cinco taxas negativas do setor em 2019 definem o panorama do ano até aqui.

“A variação negativa de 0,2% é moderada, mas as cinco taxas negativas foram mais intensas do que as positivas, fazendo o setor de serviços ficar 1,5% abaixo do nível de dezembro de 2018”, explicou. (Com informações da Agência IBGE e Agência Brasil)

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário