O suicídio e a automutilação podem ser evitados, diz Carmen Zanotto

A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC) participou nesta terça-feira (10) da abertura do Simpósio de Prevenção ao Suicídio e Automutilação, realizado pela Câmara dos Deputados. O 10 de setembro é lembrado como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde e integrante do colegiado que trata do tema na Câmara dos Deputados, Carmen Zanotto manifestou preocupação com o crescimento do problema no país, sobretudo entre os jovens e idosos no País.

“Onze mil pessoas morrendo por ano em nosso país por causa do suicídio é um dado muito alto sobre essa doença grave. O suicídio e a automutilação podem ser evitados se nos preocuparmos com as pessoas estão a nossa volta. Precisamos prestar atenção em nossos filhos, os nossos vizinhos e amigos. Os sinais são muito importantes na prevenção”, alertou a parlamentar do Cidadania.

O suicídio é a quarta principal causa de morte entre os jovens no Brasil. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), quase 800 mil pessoas morrem por suicídio todos anos.

O debate sobre o tema coincide com o Setembro Amarelo, cuja campanha foi criada pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) e o Conselho Federal de Medicina alertar a  população sobre o problema.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário