Aprovado projeto de Rubens Bueno que reconhece Jiu-Jitsu como manifestação da cultura nacional

A Comissão de Cultura da Câmara aprovou nesta quarta-feira (21) projeto (PL 422/2019) do deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) que reconhece o Jiu-Jitsu como manifestação da cultura nacional. A modalidade esportiva, que ganhou força a partir da década de 1980 graças ao trabalho realizado pela família Gracie, é hoje uma das mais praticadas no país e ganhou o mundo em competições de Artes Marciais Mistas como o UFC.

Rubens Bueno destaca que o jiu-jitsu hoje tem um papel importante na vida de crianças, adolescentes e jovens que viram no esporte uma possibilidade de projeção social e expressão de seu talento, disciplina e persistência.

“O jiu-jitsu brasileiro ainda não foi alçado à condição de esporte olímpico, mas é tal sua força e presença no país e no mundo, que podemos dizer que o mesmo, junto com o judô, vem contribuindo para enriquecer e fortalecer a autoestima e a identidade nacional brasileira no campo dos esportes”, ressaltou no projeto.

Rubens ressalta que a proposta foi inicialmente apresentada pelo ex-deputado João Derly, que como atleta brasileiro foi bicampeão mundial de judô e é praticante de jiu-jitsu.

“Reapresentamos o projeto por reconhecer que como desportista da modalidade, João Derly é testemunha da importância e da capacidade de transformação social que o jiu-jitsu pode desempenhar na vida de crianças e jovens brasileiros e na história desportiva de nosso País”. O projeto segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça e, se aprovado, vai ao Senado.

Arte marcial

O jiu-jitsu tem sua origem vinculada ao judô, sendo um desenvolvimento e uma especialização dessa arte marcial. No Brasil, o aprimoramento e difusão deste estilo se deu graças ao trabalho de desportistas inicialmente aglutinados em torno da família Gracie. O talento, a criatividade e a autoconfiança consagrou o Gracie jiu-jitsu, ou jiu-jitsu brasileiro, como a modalidade de arte marcial que mais cresce no Brasil e no mundo. O jiu-jitsu brasileiro contribuiu de forma fundamental para as bases do MMA (Artes Marciais Mistas) e vem sendo parte do treinamento de campeões mundiais de UFC (Ultimate Fighting Championship).

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário