Atlas da Violência: “Não podemos mais continuar perdendo brasileiros para o crime”, diz Alex Manente

O deputado federal Alex Manente (Cidadania-SP) que a Segurança Pública é um desafio enorme para o Brasil, principalmente em três frentes. “Temos de combater o crime, a corrupção e a impunidade”, disse o parlamentar, ao comentar o Atlas da Violência 2019 – Retratos dos Municípios, divulgado pelo Ipea (instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). “Não podemos mais continuar perdendo brasileiros para o crime.”

O Brasil é recordista mundial em violência letal, responsável por 14% dos homicídios do planeta. O País possui 5.570 cidades. MaAtlas da Violência: “Não podemos mais continuar perdendo brasileiros para o crime”, diz Alex Manentes, 50% dos homicídios estão concentrados em apenas 120 municípios, segundo o Atlas da Violência, com dados referentes a 2017. Ou seja, em 2,1% dos municípios brasileiros ocorreram metade dos 65.602 homicídios do País.

No Estado de São Paulo, são 8 cidades entre as mais violentas do Brasil. São Bernardo, onde o parlamentar nasceu e mora, é uma delas.

“Melhorar esses índices é preocupação constante de prefeituras, estados e do governo federal. Para isso, é necessário investir em várias frentes. Na prevenção, o foco deve estar na educação, na zeladoria urbana e na assistência social. Na repressão, o desafio está em investir em mais inteligência, em equipamentos para os órgãos de segurança e nas pessoas que fazem a Segurança Pública no Brasil”, avaliou Alex Manente.

O deputado destacou ainda que seu mandato, além dos projetos de lei de combate à impunidade, como a PEC da prisão em segunda instância, também luta por uma segurança mais eficiente, atraindo recursos federais pro Estado de São Paulo. “Recentemente, indicamos R$ 1 milhão para a Polícia Militar comprar viaturas e equipamentos, por exemplo”, frisou.

“Sabemos que os desafios a serem superados são muitos. Mas não podemos mais continuar perdendo brasileiros para o crime. Por isso, vamos continuar trabalhando pelo Brasil, com a certeza de que temos o apoio de muita gente disposta a construir um Brasil do bem”, concluiu.

 

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment