Crédito Consignado: A pedido de Carmen Zanotto, Câmara debate assédio a idosos

A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara realizará, na próxima quarta-feira (12), audiência pública para debater o assédio na concessão de empréstimos consignados a aposentados e pensionistas do INSS. A questão é tratada como violência financeira contra os idosos.

A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC) é um dos proponentes do debate, que será realizado em conjunto com a Comissão do Direito do Consumidor. A reunião será realizada às 14 horas  em plenário a ser definido.

Para a parlamentar, a Câmara dos Deputados precisa aprofundar o debate sobre o tema, que é um dos principais alvos das denúncias que são levadas à comissão.

“Esta Casa precisa desvendar este esquema que repassa informações privilegiadas ao sistema financeiro. Tudo indica que há vazamento de dados do INSS. O assédio começa muito antes de a pessoa receber a carta de concessão do benefício”, afirma a parlamentar, que é vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.

O crédito consignado é um empréstimo em que as prestações são descontadas diretamente do salário ou do benefício de quem faz a contratação.

Convidados

A audiência pública contará com a participação de representantes do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec); do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social); Fenaban (Federação Nacional dos Bancos); Procuradoria de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte; da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência (presença confirmada por vídeo conferência); da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro; Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal; da Crefisa; do BMG; do Banco PanAmericano; e do Agibank.

Leia também

As dívidas da democracia

Por sorte, dessa vez, o atentado da máfia golpista fracassou devido à incompetência e ao despreparo do líder, um militar da reserva que, por pouco, não foi expulso do Exército por indisciplina na década de 1980.

Lula chamou Netanyahu para dançar um minueto

Lula errou politicamente. Não sabemos se foi arroubo de oratória ou deliberado. Não vai se desculpar, porém já sabe que precisa relativizar as declarações sobre a guerra de Gaza.

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (20/02/2024)

Quando outubro vier

Já escrevi isso algumas vezes e repito aqui: a...

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!