Desarmonia entre os poderes não atende ao Brasil, diz Da Vitória

O deputado federal Da Vitória (Cidadania-ES) disse nesta quinta-feira (28) que a desarmonia entre os Poderes Legislativo e Executivo não atende às expectativas dos cidadãos brasileiros em torno de mudanças para o País.

“Pelo menos, neste momento, as expectativas por mudança, por dias melhores, não estão sendo atendidas.É só perguntar aos milhares de brasileiros que estão na fila esperando uma oportunidade de emprego ou passando fome. O Legislativo e o Executivo têm de dar exemplo”, cobrou o vice-líder do Cidadania na Câmara.

Para Da Vitória, a atuação da classe política tem de ser em sintonia com as necessidades da população.

“É isso que o povo brasileiro espera de nós”, afirmou.

Ele se referiu aos desentendimentos entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e  o presidente da República, Jair Bolsonaro, em torno da Reforma da Previdência.

Da Vitória disse que todos têm que se unir em torno das reformas necessárias para que o país saia da estagnação econômica.

O vice-líder do Cidadania se manifestou favorável à Reforma da Previdência, mas ressalvou que as alterações devem preservar direitos adquiridos e os trabalhadores mais vulneráveis.

“Sou favorável à reforma, mas defendo tratamento diferenciado para os professores, os profissionais da segurança pública, os trabalhadores rurais”, disse.

Leia também

Diplomacia do governo Lula tem dualidade insustentável

Uma política antiamericana no Brasil não tem a menor chance de dar certo, o que não significa apoio incondicional nem alinhamento automático aos EUA.

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (21/02/2024)

As dívidas da democracia

Por sorte, dessa vez, o atentado da máfia golpista fracassou devido à incompetência e ao despreparo do líder, um militar da reserva que, por pouco, não foi expulso do Exército por indisciplina na década de 1980.

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!