Paula Belmonte quer ação do Procon para coibir preços abusivos de gás de cozinha

A deputada Paula Belmonte (Cidadania/DF) pediu ao Procon maior fiscalização na venda clandestina de botijões de gás. Em ofício ao diretor-geral do órgão, Marcelo de Souza do Nascimento, a parlamentar ressaltou que “nessa hora difícil por que passa a sociedade brasileira, encontramos pessoas que buscam se locupletar com o sofrimento dos outros, por mais anômalo e atípico que seja o momento”. O produto, disse a deputada, estaria sendo vendido pelos revendedores sem licença por preços abusivos.

Paula Belmonte lembrou que a ANP (Agência Nacional de Petróleo) garantiu que não há escassez de gás de cozinha. A agência negou também que haja risco de que isso possa acontecer. A parlamentar quer que o Procon reforce as medidas de fiscalização “no combate a esse nefasto mercado criminoso de gás de cozinha, insumo básico para que as famílias brasileiras possam se alimentar”.

Leia também

As dívidas da democracia

Por sorte, dessa vez, o atentado da máfia golpista fracassou devido à incompetência e ao despreparo do líder, um militar da reserva que, por pouco, não foi expulso do Exército por indisciplina na década de 1980.

Lula chamou Netanyahu para dançar um minueto

Lula errou politicamente. Não sabemos se foi arroubo de oratória ou deliberado. Não vai se desculpar, porém já sabe que precisa relativizar as declarações sobre a guerra de Gaza.

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (20/02/2024)

Quando outubro vier

Já escrevi isso algumas vezes e repito aqui: a...

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!