Eliziane Gama: Bolsonaro precisa respeitar o regime democrático que o elegeu

“Ameaçar a democracia, criar um clima de rompimento institucional é crime”, afirma a líder do Cidadania no Senado (Foto: Marcello Casal Jr/AB)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), disse que a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que não cumprirá ‘ordens absurdas’, em referência à operação da PF (Polícia Fedaral contra fake news, cria um clima de instabilidade no País e que o chefe do Executivo deveria respitar o regime democrático que o elegeu.

“Ameaçar a democracia, criar um clima de rompimento institucional é crime. O Brasil já não aguenta mais todos dos dias aliados do governo, parlamentares da base do governo ou o próprio presidente criar um clima de instabilidade, de ameaça, de golpe”, afirmou a senadora.

Para ela, a fala do presidente de que não vai cumprir uma ordem judicial do STF (Supremo Tribunal Federal) é seguir o ‘caminho da ilegalidade’.

“É muito importante que nesse momento que o Congresso Nacional, o Judiciário e a própria sociedade civil tenham atitudes enérgicas. O presidente da República precisa respeitar a democracia que, inclusive, o elegeu”, cobrou Eliziane Gama.