Mulheres serão responsáveis pela maior renovação do Cidadania nas eleições de outubro, diz Roberto Freire

Segundo presidente do Cidadania, a ampliação do número de mulheres candidatas torna o partido mais representativo do conjunto da sociedade

Em live com as pré-candidatas a prefeitas pelo Cidadania nesta quarta-feira (15), o presidente nacional do partido, Roberto Freire, mostrou entusiasmo com a quantidade de mulheres que irão disputar as eleições municipais neste ano e disse que a ampliação da presença feminina nas urnas é um passo em direção a um partido mais representativo do conjunto da sociedade.

“São quase 100. Isso é um exército importante pro Cidadania, uma grande conquista. Acredito que é nessa eleição que teremos o maior processo de renovação, um ótimo sinal porque significa que estamos ampliando concretamente a participação da cidadania brasileira”, analisou, ao sustentar que o olhar feminino será essencial na construção de uma nova formação política.

Freire disse que o Cidadania trabalha para ser um partido mais plural e aberto, em que as mulheres ocupem o centro do debate político e participem da condução do país em meio aos muitos desafios que os novos tempos vem trazendo. Ao comentar a conjuntura política, ele  defendeu que as mulheres e homens do Cidadania construam o partido como alternativa democrática entre os extremos.

“Esse governo obscurantista precisa ser enfrentado com uma oposição firme. Isso não significa que o Cidadania votará sistematicamente contra tudo que vier do governo. Mas precisamos ser um partido que aponte para o futuro como alternativa”, defendeu Freire.

Durante o encontro, a coordenadora da Secretaria de Mulheres do Cidadania, Tereza Vitale, disse que o partido está aproveitando o ano eleitoral para ampliar a participação feminina na legenda.

“Por causa das eleições municipais estamos com uma lista de candidatas de excelente qualidade. O Cidadania está envolvido, o que é importante. Se temos apoio, vamos em frente. Mulher gosta de política. Estamos vendo que um bom trabalho da M23 está atraindo mulheres de muita qualidade”, elogiou.

A secretária do M23 no Ceará, Raquel Dias, também comemorou o crescimento de candidaturas de mulheres nessas eleições municipais.

“Vocês que estão nos municípios sabem as dificuldades que as populações estão passando. Estamos atraindo novos nomes, isso é um bom sinal. O Cidadania vem se transformando para atrair mais mulheres. É um partido que deu voz a essas mulheres que estão hoje secretárias nacionais. Espero que a gente pense também em 2022. Vocês que estão se colocando como pré-candidatas a prefeitas saibam que a próxima luta também é muito grande e deve ser levada em conta nesse momento”, observou.

Cidadania 23 aposta na força das mulheres para renovar a política do Ceará

Em comemoração ao dia Internacional das Mulheres, a Secretaria Estadual do Cidadania 23 Ceará promoveu mais uma edição do Café com Política que contou com a presença de pré-candidatas a prefeita e a vereadores em 2020.

Segundo a Secretaria Estadual de Mulheres do Cidadania 23, Ceará Ana Naira de Queiroz, a participação e o empoderamento feminino na política é fundamental para que as mulheres superem a sub-representação política presente hoje tanto no executivo , quanto nos legislativo.

“Somos mais de 50% da população e não temos está representação na política. Chegou a hora de renovar e a renovação política passa pelas mulheres.” Reforça Ana Naira .

Entusiasta da participação feminina na política, o presidente estadual do partido, Alexandre Pereira, afirmou que o Cidadania 23 dará todo o apoio as iniciativas da Secretaria Estadual de Mulheres e as pré-candidatas ao pleito de 2020. Dentre elas a Roberta Fontenele em Uruburetama, Telvânia Braz em Paramoti e Solange Baltazar em Monsenhor Tabosa que disputarão o executivo municipais nas respectivas cidades.

Ascom Cidadania-CE