Faltam ao governo federal políticas industriais e de emprego competentes, afirma Eliziane Gama

Para a senadora, ‘não é notícia normal o fechamento de uma indústria como a Ford, há 100 anos no Brasil’ (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Ao comentar na rede social o anúncio da montadora Ford de encerrar a produção de veículos e fechar fábricas no Brasil, a líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), criticou a política industrial do governo federal.

“Não é notícia normal o fechamento de uma indústria como a Ford, há 100 anos no Brasil. Em dezembro foi a Mercedes. O mercado tem suas regras, mas certamente os fatos demonstram que faltam ao governo federal políticas industriais e de emprego competentes. Lamentável”, escreveu Eliziane Gama no Twitter.

A companhia afirmou que 5 mil funcionários serão impactados no Brasil e na Argentina, onde unidades de produção serão mantidas.

Em comunicado divulgado para a imprensa, a empresa diz que a decisão foi tomada “à medida em que a pandemia de Covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”.

A saída da Ford custará US$ 4,1 bilhões, conforme informação da montadora no anúncio de fechamento de três fábricas no País.