A pedido de Alessandro Vieira, comissão vai discutir irregularidades nos fundos de pensão

Irregularidades nos fundos de pensão das empresas públicas e maneiras de garantir mais efetividade e transparência a sua gestão serão discutidas em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado, em data a ser agendada. O requerimento, de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), foi aprovado nesta terça-feira (14) pelo colegiado.

Em abril, a força-tarefa da “Operação Greenfield”, em Brasília, denunciou 13 pessoas por envolvimento em um esquema de fraudes milionárias praticadas no Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Trendbank, a partir de recursos do Postalis e da Petros, fundos de pensão dos Correios e Petrobras, respectivamente.

Entre os acusados pelo Ministério Público do Distrito Federal estão o ex-presidente da Postalis, Alexej Predtechensky; os ex-presidentes da Petros, Wagner Pinheiro de Oliveira e Luiz Carlos Afonso; e o ex-presidente do Trendbank, Adolpho Mello Netto, além de outros ex-dirigentes, assessores e empresários ligados aos bancos Finaxis, Planer e Santander.

Convidados

Entre os convidados sugeridos para o debate estão representantes do Fundo de Pensão Petros; do Fundo de Pensão da Postalis; do Fundo de Pensão Funcef, da Caixa Econômica Federal, e da força-tarefa da Operação Greenfield, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal em 2016 para apurar desvios em fundos de pensão. (Com informações da Agência Senado)