Cidadania estima rápida recuperação a prefeito de São Gonçalo com Covid-19

O Cidadania estima melhoras ao prefeito do município de São Gonçalo (RJ), José Luiz Nanci (Cidadania), diagnosticado com a Covid-19 nesta segunda-feira (4). Segundo nota divulgada pela prefeitura, José Nanci está trabalhando de casa, seguindo recomendações médicas.

Segue nota oficial da Prefeitura de São Gonçalo:

“A Prefeitura de São Gonçalo informa que o prefeito José Luiz Nanci recebeu, nesta segunda-feira (4), o resultado positivo para Coronavírus (Covid-19).

O exame foi realizado na última semana e, desde então, o Chefe do Executivo tem trabalhado em regime domiciliar, despachando os processos via home office e mantendo todos os cuidados necessários, seguindo recomendações médicas.

A Secretaria de Saúde ressalta a necessidade de que a população se mantenha em isolamento social, evitando deslocamentos desnecessários para que não ocasione aumento na transmissão do Coronavírus”.

Jośe Luiz Nanci é pré-candidato à reeleição em São Gonçalo (RJ)

Prefeito pauta administração na formulação de metas reais para a sociedade e no desenvolvimento regional da cidade (Foto: Reprodução)

O prefeito do Cidadania em São Gonçalo (RJ), José Luiz Nanci, é pré-candidato à reeleição para a prefeitura do municípios. Nanci tem pautado a sua administração na formulação de metas reais para a sociedade e no desenvolvimento regional da cidade.

Perfil

José Luiz Nanci (São Gonçalo, 11 de junho de 1952) é médico e ao Cidadania. Atualmente é prefeito da cidade de São Gonçalo, cargo que ocupa desde janeiro de 2017. Anteriormente foi vereador e secretário de Saúde na mesma cidade, além de deputado estadual por dois mandatos.

Nascido no bairro Zé Garoto, em São Gonçalo, cidade onde foi criado e até hoje reside, José Luiz Nanci se formou em Medicina. Ele é casado e pai de dois filhos.

Em 2006, concorreu a uma vaga na Câmara dos Deputados, ficando como suplente. Durante o cumprimento de seu quinto mandato consecutivo no legislativo gonçalense, em 2010, José Luiz Nanci se lançou em campanha para deputado estadual do Rio de Janeiro. Alcançou a vitória e se elegeu para seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, onde atuou como 4º Secretário da Casa. Ele também foi secretário de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida durante os primeiros meses do ex-governador Luiz Fernando Pezão.

Em agosto de 2016, decidiu candidatar-se à Prefeitura de São Gonçalo, seu reduto eleitoral, numa coligação composta pelo então PPS [Partido Popular Socialista], PSL [Partido Social Liberal] e Solidariedade Após ter sido o mais votado no primeiro turno, foi eleito em 30 de outubro prefeito da cidade ao derrotar Dejorge Patrício, candidato do PRB.(Com informações da internet).

São Gonçalo (RJ) formaliza parceria com governo estadual para reduzir desmatamento ilegal

O principal objetivo do acordo é o monitoramento da cobertura florestal e a identificação das áreas que sofrem desmatamento na Mata Atlântica (Foto: Lucas Alvarenga)

Com o objetivo de reduzir o desmatamento ilegal, o prefeito de São Gonçalo, José Luiz Nanci (Cidadania) e o secretário estadual do Ambiente e Sustentabilidade, Altineu Côrtes, assinaram na última sexta-feira (17) um acordo de cooperação que inclui o município no programa “Olho No Verde”.

A iniciativa tem como objetivo principal o monitoramento da cobertura florestal e a identificação das áreas que sofrem desmatamento na Mata Atlântica. Um marco no avanço das políticas públicas de preservação ambiental na cidade, o monitoramento corresponde a 100% do território do município.

“Hoje nós formalizamos um passo histórico e muito importante na luta pela preservação das nossa áreas verdes. Hoje o município possui quatro unidades de conservação da natureza e junto as equipes da secretaria de Meio Ambiente temos intensificado cada vez mais as nossas frentes de atuação. Agradeço ao Governo do Estado pela parceria e confiança. Essa vitória é de toda a cidade!”, garante o prefeito José Luiz Nanci, que aproveitou a ocasião para solicitar a limpeza dos rios que cortam a cidade.

A principal causa do desmatamento florestal em nossa cidade se dá pela especulação imobiliária. Entre 2001 e 2018, o Brasil perdeu 53.8 milhões de hectares de cobertura arbórea, o equivalente a uma redução de 10% da área florestal desde 2000. Apesar disso, em 2019, o Rio de Janeiro foi considerado um dos nove estados brasileiros que estão no nível zero do desmatamento, de acordo com o SOS Mata Atlântica. Fiscalização e monitoramento são as iniciativas que fazem o projeto Olho No Verde ser mais uma peça fundamental no combate a devastação ambiental.

“A implementação deste acordo de cooperação técnica para as áreas verdes, entre o governo estadual e municipal, é um marco para o município de São Gonçalo. Você acaba alcançando áreas em que o acesso é limitado. Assim conseguimos identificar essas supressões”, acentua o secretário estadual de Meio Ambiente, Altineu Côrtes.

De acordo com o biólogo e subsecretário de Meio Ambiente de São Gonçalo, Glaucio Teixeira Brandão, o programa “Olho No Verde” desde 2016 e este ano o município, devido aos avanços das ações na gestão, foi contemplado com a parceria.

“Hoje o nosso município, através de um trabalho comprometido com a preservação ambiental, foi contemplado com essa parceria. Através do Olho No Verde, hoje, o Estado dispara a imagem em tempo real da área desmatada, nós recebemos os alertas e enviamos uma equipe de fiscalização ao local. O monitoramento é fundamental para a proteção. E sendo identificado, o infrator é multado e responde civil e criminalmente pela infração ambiental cometida. Esse é um instrumento técnico importante, estimulado por uma política setorial de proteção das áreas verdes desenvolvido nesta gestão. Essa iniciativa é um ganho para toda a cidade!”, destacou o biólogo e subsecretário de Meio Ambiente de São Gonçalo, Glaucio Teixeira Brandão.

Em 2019, por meio da Anamma (Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente), São Gonçalo foi destaque por conta da iniciativa do governo em investir nas áreas verdes. De 10,13km² de áreas protegidas em 2017, o município chegou a um total de 47,37km² em 2018. O avanço é fruto da criação de três novas Unidades de Conservação da Natureza – APA Itaoca, APA Alto da Gaia e APA das Estâncias de Pendotiba.

“Mais do que dizer, podemos mostrar o quanto a gestão do prefeito José Luiz Nanci tem se empenhado no avanço da construção de políticas públicas efetivas para São Gonçalo. Esse acordo de cooperação reflete no que deve ser uma preocupação global. O meio ambiente é a casa de todos nós!”, disse o secretário de Meio Ambiente, José Rafael de Abreu Magalhães. (Prefeitura de São Gonçalo)