Freire vê Cidadania como espaço de sociais-democrata e liberais em nova formação política

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, reiterou seu apoio aos movimentos de renovação política durante live com o pré-candidato a vereador de Belém, Israel Athayde, nesta quinta-feira (16). “O Cidadania é o espaço dessa formação política em que liberais possam discutir com sociais-democratas para fazer uma boa organização para intervir nesse novo mundo que estamos construindo”, assegurou, ao comentar a crise de representatividade das instituições.

Na avaliação de Freire, o Cidadania se antecipou nesse debate e está se construindo como alternativo de representação democrática aos extremos.

“Infelizmente, alguns partidos vêem os movimentos como adversários, como algo que pretende destruir os partidos. O problema é que serão destruídos, serão superados. Vamos ter outras formas de nos organizarmos. Por isso que recebemos de braços abertos todos aqueles que estão nesses movimentos, nessas organizações sociais, na representação política da nova formação que desejamos ver”, disse.

Ao falar sobre o momento de crise, o ex-parlamentar observou a Athayde que um dos grandes debates pós-pandemia será o de como enfrentar a crise econômica e sustentou que o país já enfrentava sérios problemas antes da emergência sanitária. “E essa crise será ainda mais profunda, até porque Bolsonaro não conseguiu entender, com o seu negacionismo, que, para resolver a economia, você tinha que enfrentar a perda de vidas”, analisou.

Durante a live, o ex-deputado federal e integrante da Executiva Nacional do Cidadania Arnaldo Jordy afirmou que o Cidadania está à frente desse desafio de construir um novo projeto político para a sociedade.

“O Cidadania está fazendo esse esforço de tentar encontrar caminhos, a partir da sua experiência acumulada, e, cada vez mais, corajosamente renovada na política. Esse encontro com experiências como os movimentos sociais são absolutamente férteis”, sublinhou.

Jordy também reforçou a importância de os candidatos se comprometerem com a democracia, com a redução da desigualdade social, a ética e a sustentabilidade. “São valores que estão unificando os liberais, liberais progressistas, que estão dispostos a dar sua contribuição”, apontou.

O pré-candidato em Belém manifestou entusiasmo de estar disputando a eleição pelo partido.

“Me sinto muito feliz por estar no Cidadania, por essa abertura com os liberais em todo o país. O Cidadania se abriu para a nova forma de fazer política, construindo pontes e não muros. Pode ter certeza de que os liberais no Cidadania vão fazer muito por este país”, defendeu Athayde.