Para Alessandro Vieira, ‘estelionato eleitoral de Bolsonaro’ se confirma com intervenção na Petrobras

Senador diz que presidente foi eleito prometendo acabar com o Centrão e fazer um governo liberal, mas que está fazendo o contrário (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

O líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), reagiu na rede social à decisão do presidente Jair Bolsonaro de intervir na Petrobras com a troca do presidente da empresa,  Roberto Castello Branco, em oposição à política de reajuste de preços de combustíveis da estatal que acompanha a cotação do petróleo no mercado internacional. 

“Está confirmado o estelionato eleitoral de Bolsonaro. Eleito prometendo acabar com o Centrão, fortalecer a Lava Jato e fazer um governo liberal na economia, 2 anos depois ele está casado com o Centrão, destruiu a Lava jato e colocou um general para intervir na Petrobras. É Triste”, afirmou o parlamentar no Twitter.

Na última sexta-feira (19), Bolsonaro anunciou o general Joaquim Silva e Luna para assumir o lugar de Castello Branco. O anúncio ocorreu um dia depois de o presidente fazer críticas à gestão da Petrobras e às sucessivas altas no preço dos combustíveis.

Para que a substituição na presidência da Petrobras seja concretizada, a indicação ainda precisa do aval do Conselho de Administração da empresa. A estatal informa que o colegiado tem reunião ordinária prevista para terça-feira (23), mas pauta do encontro não foi divulgada.