Da Vitória: Brasil aguarda com expectativa aprovação da nova lei do gás

O deputado acredita que há ambiente favorável à aprovação da matéria no Congresso (Foto: Robson Gonçalves)

O  coordenador da bancada capixaba no Congresso, deputado Da Vitória (Cidadania-ES), voltou a defender  nesta terça-feira (25) a aprovação do Projeto de Lei 6407/13, que estabelece a nova  legislação  para a produção do gás natural no país.

A urgência para que a proposta seja votada já foi aprovada pelo plenário, mas aguarda que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a inclua na pauta de votação.   

 “O país aguarda com expectativa a aprovação da Nova Lei do Gás.  Este um ambiente favorável no Congresso em torno da chancela deste projeto, que já foi bastante discutido nas comissões temáticas da Casa”, alertou o parlamentar,  que integra a Comissão de Minas e Energia da Câmara.

A chamada  Nova Lei do Gás busca aumentar o número de empresas atuantes no mercado de gás natural no Brasil, ainda dominado pela Petrobras. O objetivo é que, com mais empresas competindo,  preço de produção  seja  reduzido para os consumidores,  as termelétricas e para o setor industrial.

.

Sair

Adicionar novo post

Salvar como rascunhoVisualizar(abrir em uma nova aba)Publicar…Adicionar título

O deputado acredita que há ambiente favorável à aprovação da matéria no Congresso (Foto: Robson Gonçalves)

O  coordenador da bancada capixaba no Congresso, deputado Da Vitória (Cidadania-ES), voltou a defender  nesta terça-feira (25) a aprovação do Projeto de Lei 6407/13, que estabelece a nova  legislação  para a produção do gás natural no país.

A urgência para que a proposta seja votada já foi aprovada pelo plenário, mas aguarda que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a inclua na pauta de votação.   

 “O país aguarda com expectativa a aprovação da Nova Lei do Gás.  Este um ambiente favorável no Congresso em torno da chancela deste projeto, que já foi bastante discutido nas comissões temáticas da Casa”, alertou o parlamentar,  que integra a Comissão de Minas e Energia da Câmara.

A chamada  Nova Lei do Gás busca aumentar o número de empresas atuantes no mercado de gás natural no Brasil, ainda dominado pela Petrobras. O objetivo é que, com mais empresas competindo,  preço de produção  seja  reduzido para os consumidores,  as termelétricas e para o setor industrial.

Sair

Adicionar novo post

Salvar como rascunhoVisualizar(abrir em uma nova aba)Publicar…Adicionar título

O deputado acredita que há ambiente favorável à aprovação da matéria no Congresso (Foto: Robson Gonçalves)

O  coordenador da bancada capixaba no Congresso, deputado Da Vitória (Cidadania-ES), voltou a defender  nesta terça-feira (25) a aprovação do Projeto de Lei 6407/13, que estabelece a nova  legislação  para a produção do gás natural no país.

A urgência para que a proposta seja votada já foi aprovada pelo plenário, mas aguarda que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a inclua na pauta de votação.   

 “O país aguarda com expectativa a aprovação da Nova Lei do Gás.  Este um ambiente favorável no Congresso em torno da chancela deste projeto, que já foi bastante discutido nas comissões temáticas da Casa”, alertou o parlamentar,  que integra a Comissão de Minas e Energia da Câmara.

A chamada  Nova Lei do Gás busca aumentar o número de empresas atuantes no mercado de gás natural no Brasil, ainda dominado pela Petrobras. O objetivo é que, com mais empresas competindo,  preço de produção  seja  reduzido para os consumidores,  as termelétricas e para o setor industrial.

O estado do Espírito Santo é o terceiro maior produtor de gás nacional, atrás do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Da Vitória avalia que a lei  depois de aprovada  criará  um ambiente favorável à competição no setor, atraindo inclusive o capital estrangeiro. “O país ganhará muito porque a legislação abre o mercado e estimula a concorrência. Estimamos que somente no Espírito Santo sejam gerados mais de 15 mil empregos”, ressaltou o parlamentar.