Paula Belmonte denuncia situação crítica de idosos nos hospitais

Durante reunião da comissão externa da Câmara que trata de ações preventivas ao coronavírus, a deputada Paula Belmonte (Cidadania/DF) denunciou tratamento hospitalar inadequado aos idosos desde antes da pandemia. A parlamentar disse que essa situação ocorre no Distrito Federal e em unidades de saúde pelo Brasil afora.

“Idosos são colocados em maca, por falta de vaga nas enfermarias de hospitais superlotados. Gostaria de saber se existe um protocolo do Ministério da Saúde para o atendimento aos idosos, principalmente agora, nesta situação de crise”, questionou a deputada. Uma situação muito preocupante também foi relatada pela parlamentar: o abandono, por familiares, de idosos em hospitais. “Antes da crise sanitária atual, essa situação já era grave”.

A reunião da comissão nesta terça-feira (07) abriu o debate sobre as instituições de longa permanência para idosos durante a pandemia. A deputada Carmen Zanotto (Cidadania/SC), que é a relatora do colegiado, presidiu o encontro. “Temos que trazer à visibilidade aqueles que foram invisibilizados”, defendeu a parlamentar do Cidadania. Paula Belmonte chamou os deputados e todos os brasileiros para a luta em defesa dos idosos e de toda a população vulnerável.

Ex-diretora da Apex é convidada para explicar denúncia em comissão da Câmara

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (15) convite para que a ex-diretora da Agência de Promoção à Exportação (Apex), Letícia Catelani, exonerada do cargo na semana passada, esclareça a afirmação de que seu afastamento está ligado ao fato de ela não ter aceitado pressões do governo de Jair Bolsonaro para a manutenção de “contratos espúrios”. O requerimento foi apresentado pelos deputados Rubens Bueno (Cidadania-PR), Aécio Neves (PSDB-MG) e Arlindo Chinaglia (PT-SP).

“Trata-se de uma denúncia grave que precisa de esclarecimentos. Queremos saber quem fez a pressão, quais são os contratos espúrios e a que se referem. Um caso como esse precisa ser esclarecido para que se investigue a existência de um possível esquema de tráfico de influência ou mesmo corrupção no órgão”, afirmou Rubens Bueno.

De acordo com o deputado, a Apex é um órgão da maior importância para incremento das exportações brasileiras e desde o início do governo Bolsonaro passa por uma série de trocas de comando, o que prejudica seu funcionamento. “Agora, com a denúncia da ex-diretora, é fundamental que possamos esclarecer o que de fato está ocorrendo nos bastidores dessa agência”, reforçou. A data da audiência pública ainda será definida.