Campos (RJ) conquista melhor desempenho em contratações com carteira assinada dos últimos 5 anos

A cidade Campos dos Goytacazes (RJ) comemora bons resultados no mercado de trabalho. O município teve uma grande conquista neste primeiro trimestre de 2019, registrando o melhor desempenho em contratações com carteira assinada dos últimos quatro anos.

O resultado positivo foi diagnosticado pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia, e vai na contramão em relação ao estado do Rio de Janeiro, que tem a maior taxa de desemprego do País, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Foram 5.562 contratações com carteira assinada, com saldo positivo de 648 empregos.

A gestão do prefeito Rafael Diniz, do Cidadania, sucessor do PPS, realiza ações inovadoras desde o início do governo e os resultados passam a ser colhidos. Embora, desde o ano de 2015, houvesse mais demissões do que novas contratações no município, a cidade de Campos contrariou as estatísticas e mostrou recuperação nos últimos dois anos. Depois das taxas terem alcançado, em 2018, o melhor resultado do período, agora, o primeiro trimestre de 2019 alcançou o melhor saldo dos últimos cinco anos, tendo mais admissões do que demissões.

“Independentemente do cenário nacional, que era crítico e hoje apresenta melhorias, o governo Rafael Diniz vem realizando, desde seu primeiro dia de gestão, medidas de modernização, com incentivo aos diversos setores da economia, incluindo ações para reduzir a burocracia na abertura de novos negócios. Com isso, acreditamos que estamos no caminho certo”, ressalta o superintendente de Trabalho e Renda, Rogério Matoso.

Ajudaram a proporcionar melhores números em 2019, a safra nas usinas — que integram a Indústria da Transformação —, o setor de serviços — clínicas, hospitais, rede hoteleira, varejo e comércio, influenciados pela abertura de dois grandes supermercados na cidade e um shopping em Guarus. A expectativa é que com o bom resultado do primeiro trimestre, o ano seja fechado com saldo positivo, o que não ocorre desde 2014. (Prefeitura de Campos)