Congresso precisa agir contra o caos na saúde em Manaus, diz Eliziane Gama

Senadora faz apelo na rede social para Davi Alcolumbre (DEM-AP) convocar a Comissão Representativa do Congresso para analisar a situação da capital do Amazonas (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), voltou a defender nas redes sociais a convocação extraordinária do Congresso Nacional diante do caos na saúde em Manaus, que registra aumento de casos de Covid-19, falta de leitos e oxigênio para os pacientes nos hospitais.

“Diante do caos instalado em Manaus o Congresso Nacional precisa agir. Presidente Davi Alcolumbre é hora de convocar a Comissão Representativa do Congresso. Como integrante da Comissão, estou a postos”, disse a senador em sua conta no Twitter.

Compete à comissão representativa, dentre outras prerrogativas, exercer atribuições de caráter urgente, que não possam aguardar o início do período legislativo seguinte sem prejuízo para o País ou suas instituições. O período de atuação do colegiado iniciou-se em 23 de dezembro e encerra-se em 31 de janeiro de 2021.

A capital do Amazonas enfrenta um colapso na saúde pública. A crise no sistema foi impulsionada por conta do aumento recorde de internações por Covid-19. Nesta sexta-feira (15) a cidade registrou 213 enterros, de acordo com informações da prefeitura. O número bateu recorde de sepultamentos diários desde o começo da pandemia.

Convocação semipresencial

O vice-líder do Cidadania, senador Alessandro Vieira (SE), está colhendo assinaturas dos parlamentares – deputados e senadores – para a convocação de sessão semipresencial Congresso com a finalidade de discutir a renovação do auxílio emergencial, a prorrogação do estado de calamidade pública e o plano da vacinação contra a Covid-19.

Na sessão extraordinária, o Congresso somente delibera sobre a matéria para a qual foi convocado. Até quinta-feira (14) o pedido contava com o apoio de 20 senadores e 16 deputados. O requerimento de convocação precisa do apoio da maioria dos membros da Câmara e Senado.