‘Produzir fake é crime’, diz Elizane Gama sobre notícia falsa de churrasco anunciado por Bolsonaro

“O que o presidente diz acerca do churrasco é zombar dos brasileiros e da verdade. E a Constituição brasileira é clara quanto às autoridades que mentem”, disse a líder do partido no Senado (Foto: Leopoldo Silvao/Agência Senado)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA) protestou nas redes sociais contra a provocação do presidente Jair Bolsonaro de que iria realizar um churrasco neste sábado (9) e depois anunciar ter voltado atrás alegando que a confraternização tratava-se de uma notícia falsa. Para ela, o presidente cometeu um crime ao mentir para os brasileiros.

“Produzir fake é crime. Mentir é crime. O que o presidente diz acerca do churrasco é zombar dos brasileiros e da verdade. E a Constituição brasileira é clara quanto às autoridades que mentem”, escreveu a senador em seu perfil do Twiiter.

Também pela rede social, Bolsonaro disse que ‘alguns jornalistas idiotas criticaram o churrasco fake, mas o MBL [Movimento Brasi Livre] se superou, entrou com ação na Justiça [contra a confraternização]’.

Para Eliziane Gama, a conduta de Bolsonaro, além de ‘grotesca’, é uma ‘brincadeira criminosa’ que revela descaso com às vítimas da Covid-19.

“Mesmo que tenha sido um blefe, não deixou de ser provocação, um deboche ao anunciar um churrasco em meio a 9.897 mortos, por falta de respirador. O que mais choca, além da doença e da fome de outros milhões de brasileiros, é o recado de que a vida dessas pessoas não tem valor algum”, escreveu a parlamentar em outro post em seu perfil no Twitter.