Paula Belmonte repudia assassinato de homem negro

A deputada Paula Belmonte (Cidadania/DF) repudiou, pelo Twitter, nesta sexta-feira (20), o espancamento, seguido de assassinato, perpetrado por dois homens brancos em Porto Alegre . “Triste coincidência. Um homem negro morreu espancado às vésperas de 20 de novembro, dia da consciência negra”. A vítima era João Alberto de Silveira Freitas, que tinha ido ao supermercado com a mulher.

Câmeras de segurança filmaram o crime. A parlamentar defendeu que esse “não seja mais um crime impune e sirva, de fato, para conscientizar as pessoas do quão repugnante é o racismo”. O homem negro foi espancado até a morte por seguranças na entrada de uma loja da rede de supermercados Carrefour de Porto Alegre.

O dia da consciência negra é uma referência ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, líder do quilombo que lutou para preservar o modo de vida dos africanos e que trabalhava para libertar da escravidão os negros que ainda estavam sob o jugo do sistema vigente então.  

João Alberto, que tinha de 40 anos, pediu socorro, mas o que aconteceu foi que uma funcionária do Carrefour apareceu para impedir que as pessoas continuassem a gravar a tortura.

A delegada que apura o crime disse que a vítima pode ter sofrido um enfarto, pois foi asfixiada pelos seus algozes, que  estavam em cima dela. Segundo a polícia, João Alberto deu um soco em um dos seguranças antes de o crime ocorrer, mas as imagens não mostram essa cena.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário