Paula Belmonte debate prisão após condenação em 2ª instância em reunião com ex-ministra Eliana Calmon

A prisão após condenação em segunda instância foi o assunto desta quinta-feira (24) na reunião da Frente Ética contra a Corrupção. O debate contou com a presença do autor da PEC (Proposta de Emenda à Constutuição), deputado Alex Manente (Cidadania/SP), da ex-ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Eliana Calmon e das deputadas Paula Belmonte (Cidadania/DF) e Adriana Ventura (Novo/SP), que preside a Frente.

A parlamentar do Distrito Federal destacou que parte da população muitas vezes não confia na Justiça e acrescentou que “a frente tem feito um trabalho que traz esperança e procura restabelecer a confiança”. Segundo a deputada, muitas vezes o mau pagador e o malfeitor, pela sua condição financeira, são beneficiados pelos recursos que a Justiça proporciona.  

Paula Belmonte falou também da importância do envolvimento do cidadão para que se possa conquistar mudanças. Segundo a parlamentar, “os deputados gostariam de fazer muito mais, mas não é possível por falta de envolvimento do cidadão”.  Se as pessoas se mobilizam e fazem pressão sobre o Parlamento, “as coisas acontecem”.

A PEC, no entender de Paula Belmone, traz a oportunidade de se restabelecer a confiança da população no Poder Judiciário, a ideia de que a impunidade não é  a regra geral.  “Nesse sentido, é muito importante estarmos fazendo esses debates e mostrando à população brasileira que podemos, com o apoio dela, fazer com que as coisas aconteçam e mudem a história do Brasil”, pontuou.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário